Arquivo da categoria: Baú de histórias. Era uma vez…

Baú de Histórias. Era uma Vez… é premiado pela FAMURS

Projetos do município recebem reconhecimento da Famurs

 

Publicada no portal da Prefeitura em 07/07/2016

Texto de: Salete Teixeira

 

bau premio famurs Debora Sczesny

Assessores da Educação Infantil e da Biblioteca da Smed receberam a placa pelo segundo lugar do Sr. Marcelo Mallmann – professor e secretário municipal de Educação de Estrela e presidente interino da UNDIME RS. Foto: Débora Sczesny/FAMURS Divulgação

 

A Prefeitura de Porto Alegre recebeu o reconhecimento da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) em três categorias do Prêmio Boas Práticas, entregue nesta quinta-feira, 7, no Centro de Convenções do Plaza São Rafael. A Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) foi o Destaque Especial pelo Ação Rua, que tem como objetivo promover alternativas de enfrentamento de violações de direitos, em situação de rua e trabalho infantil, vivenciadas por crianças, adolescentes e suas famílias. Também receberam o reconhecimento da federação a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), com o projeto Conviver Para Viver Melhor, e a Secretaria Municipal de Educação (Smed), com o Baú de Histórias.

 

bau premio famurs andrea pinto

Assessores comemoram a premiação junto com a Diretoria Pedagógica da Smed. Foto: Andrea Pinto/Divulgação PMPA

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez...

Baú de Histórias é tema de reportagem na revista Mestres Mais

Publicado no portal da Prefeitura em 22/06/2016

Texto de: Mailsom Portalete (estagiário) / Supervisão: Andrea Pinto

 

O programa Baú de Histórias: Era Uma Vez…, mantido pela Secretaria Municipal de Educação (Smed), foi tema de reportagem na revista Mestres Mais do mês de junho. A edição número seis da publicação traz, na matéria Bibliotecas Itinerantes (páginas 24 e 25), um retrato do alcance e da importância do programa. A revista Mestres Mais é voltada para professores da rede pública e particular do Rio Grande do Sul.

 

Iniciada em 2013, a ação, destinada às escolas conveniadas à prefeitura, consiste na distribuição de oito baús – dois para cada região da cidade (Norte, Sul, Leste e Oeste) – contendo 80 livros cada e se insere nas políticas de leitura da secretaria. Em 2015, a biblioteca itinerante atendeu 6.776 crianças. Segundo Giane Zacher, bibliotecária da Smed, o Baú de Histórias beneficiará, até o final de junho deste ano, 56 instituições de educação infantil conveniadas. “No início do mês de julho, encerraremos a primeira rodada dos baús. A cada semestre realizamos uma renovação do acervo, repondo os livros perdidos e substituindo os danificados”, relatou. De acordo com Giane, no próximo semestre, mais 48 estabelecimentos escolares receberão os baús, totalizando 104 escolas atendidas em 2016.

 

Alunos da Escola Infantil Marieta Araújo foram beneficiados pelo programa. Foto: Mailsom Portalete/Divulgação PMPA

 

No começo de cada semestre, os baús são entregues nos estabelecimentos conveniados e, até o fechamento do período, cada um percorre sete instituições. As escolas recebem um caderno contendo a lista de livros e o itinerário do baú, no qual registram as experiências vividas – podem ser anexadas fotos, trabalhos das crianças ou relatos dos pais. Além disso, acompanha uma ficha para a avaliação das atividades. A exemplo da iniciativa da secretaria, as unidades escolares participantes acabam criando suas próprias caixas ou maletas de livros.

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez...

Biblioteca da Smed recebe doação de livros

Publicado no portal da Prefeitura em 06/05/2016

Texto de: Arthur Menezes (estagiário) / Supervisão: Andrea Pinto

 

O projeto de livros itinerantes Baú de Histórias, realizado pela Biblioteca da Secretaria Municipal de Educação (Smed), recebeu nesta sexta-feira, 6, doação de mais de 30 exemplares infantis e juvenis. A contribuição foi concedida pelo Sindicato do Ensino Privado (Sinepe), em uma ação do Sinepe Solidário.

Para a bibliotecária Giane Zacher, a ação valoriza o trabalho realizado pela secretaria e contribui para o funcionamento do projeto. “Ficamos muito satisfeitos com a iniciativa do Sinepe, pois nós sempre buscamos novas histórias para continuar chegando às famílias e às crianças”, salientou. O Baú de Histórias leva publicações às escolas de educação infantil, possibilitando aos professores e às famílias o estímulo à pratica da leitura. “Com o incentivo feito para que os pais leiam aos seus filhos, tivemos uma mãe procurando a Educação de Jovens e Adultos (EJA) para se alfabetizar. Esta é uma história marcante deste projeto”, completou.

 

Foto: Luiz Eduardo Campesato/Divulgação PMPA. Ação contribui para o funcionamento do projeto Baú de Histórias

 

Segundo Diego Biracy, coordenador do Sinepe Solidário, o projeto tem muito a contribuir com as instituições de ensino. “É um trabalho que está começando, mas já demonstra um grande potencial. Nossos 336 associados estão sempre preparados para nos auxiliar em ações imediatas e efetivas como esta”, garantiu. Em 2015, a primeira ação solidária do programa recolheu donativos para os desabrigados das enchentes.

 

Foto: Luiz Eduardo Campesato/Divulgação PMPA. Contribuição foi concedida pelo Sindicato do Ensino Privado

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez...

Escola conveniada do Jardim Leopoldina recebe Baú de Histórias

Publicada no site da Prefeitura em 18/03/2016

Texto de: Mailsom Portalete (estagiário) / Supervisão: Andrea Pinto

Olhinhos atentos, ávidos por novidades, tentam desvendar o conteúdo da caixa misteriosa. A imaginação e a curiosidade dos pequenos vão longe. Em meio a gritos de “são bonecas”, “são balões”, ou ainda, “tem chocolate”, abre-se o Baú de Histórias. Rapidamente as crianças aglomeram-se em torno do que parece ser uma arca mágica. “São livros!”, exclama um menino sorridente. E assim, nessa quinta-feira, 17, na Escola de Educação Infantil (EEI) Marieta Paixão Araújo, (rua Sílvio Delmar Hollembach, 698, Jardim Leopoldina), começou o trajeto de mais um dos oito baús do programa Baú de Histórias: Era uma vez…, promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Smed). A ação, destinada às escolas conveniadas à prefeitura, consiste na distribuição de baús contendo 80 livros cada e se insere nas políticas de leitura da secretaria.

Escola Infantil Marieta Araújo recebe o Baú de Histórias. Foto: Mailsom Portalete/Divulgação PMPA

Para Erenita Santanna, dirigente da escola, a iniciativa contribui para a formação dos estudantes. “É importante que eles se familiarizem com a leitura desde pequenos. Independente da tecnologia atual, o livro precisa acompanhar o dia a dia das crianças”, afirmou. Marta Beatriz da Rosa, professora e assessora dos projetos de leitura da Smed, contou como funciona a atividade. “Na primeira semana, sugerimos que os livros sejam trabalhados em sala de aula e, na segunda, as crianças os levem para casa”, disse. A ideia, segundo Marta, é os pais lerem os livros para os filhos e participarem do processo de aprendizado. No entanto, a assessora salienta que cada escola tem liberdade de escolher como vai trabalhar.
De acordo com Suzana Costa, professora e assessora pedagógica de educação infantil da Smed, desde o início da ação, em 2013, a secretaria recebe um ótimo retorno. “São muitas histórias que chegam a nós. Certa vez, uma criança que levou o livro para casa se deparou com a mãe que não sabia ler. A mãe, tocada pela situação, resolveu voltar a estudar”, declarou. A assessora pedagógica falou ainda que a troca do baú entre as escolas propicia a criação de atividades em conjunto. Suzana acrescentou que as instituições participantes do programa criam suas próprias caixas ou maletas de livros, a exemplo da iniciativa da secretaria.
O programa consiste na distribuição de dois baús por região da cidade (Norte, Sul, Leste e Oeste) e cada um percorre sete instituições. Com eles, as escolas conveniadas recebem uma ata em que devem registrar as experiências vividas – podem ser anexadas fotos, trabalhos das crianças ou relatos dos pais. O caderno contém a lista de livros e o itinerário do baú – monitorado pela biblioteca da secretaria. Além disso, é acompanhado por uma ficha na qual a escola registra a avaliação das atividades.
= = = =
Mais alguns momentos da entrega

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez..., Gosto pela leitura

Escolas recebem formação para programa Baú de Histórias

Publicada no portal da Prefeitura em 04/03/2016

Texto de: Luiz Eduardo Campezato (estagiário)/ Supervisão: Andrea Pinto

 

A Secretaria Municipal de Educação (Smed) realizou, na tarde desta sexta-feira, 4, uma formação destinada às coordenadoras das escolas infantis conveniadas que participam do programa Baú de Histórias: Era uma vez. Assessora Pedagógica da Educação Infantil na secretaria, a palestrante Hildair Garcia Camera apresentou a importância da contação de histórias para crianças como ferramenta de aprendizado a partir do ponto de vista antropológico, psicanalítico e pedagógico.

Fotos: Luiz Eduardo Campesato/Divulgação PMPA

Para Hildair, as histórias escritas e contadas auxiliam o leitor a compreender com clareza as emoções e situações humanas comuns. “Em todas as culturas temos histórias folclóricas. Por mais que sejam muitas vezes fantasiosas, partem de uma necessidade de se expressar e de se entender. A mitologia grega, por exemplo, tentava explicar a natureza humana através dos seus deuses”, afirma. Ainda segundo a assessora, a história infantil ajuda a elucidar dúvidas e angústias muitas vezes reprimidas pelas crianças. “A literatura também vem de encontro à resolução de dificuldades psíquicas que as crianças por vezes não sabem lidar. Ela ajuda a entender a si próprio e os outros, melhorando o convívio consigo mesmo e com os pares”, completa.

Hildair Camera apresentou a importância da contação de histórias para crianças

O projeto Baú de Histórias: Era uma vez é destinado as mais de 100 escolas infantis conveniadas à Smed. Faz parte das políticas de leitura da secretaria e ocorre desde 2013. Oito baús com 80 livros cada circulam pelas instituições, permanecendo 15 dias em cada. Na primeira semana, as obras são trabalhadas em sala de aula. Na segunda, são lidas com as famílias em casa. O projeto tem por objetivo garantir a interação oral e escrita entre professores, alunos e familiares, propiciando o contato com obras literárias e incentivando hábitos de leitura.

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez...

Projeto de leitura Baú de Histórias beneficia 48 instituições

Matéria publicada no portal da Prefeitura em 27/07/2015

Texto de: Guga Stefanello

A Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre, por meio de sua Biblioteca, dará prosseguimento, a partir desta terça-feira, 28, ao projeto de leitura Baú de Histórias: Era uma Vez… . No primeiro semestre, foram beneficiadas 56 escolas conveniadas à prefeitura. Nesta segunda etapa, serão contempladas mais 48 entidades, totalizando 104 instituições e cerca de 8 mil alunos.

19/09/2014, Baú de histórias: novos roteiros, novas histórias . Foto: Willian Baldon/Divulgação PMPA

Ao todo, são oito baús com 100 livros de histórias infantis que circulam pelas instituições. Cada baú faz um roteiro que atinge 6 escolas, permanecendo por 15 dias em cada uma delas. Criado em 2013, o Baú de Histórias tem por objetivo propiciar às crianças o contato com obras literárias e incentivar o hábito da leitura dos alunos e também de seus familiares.

Em 2014, foram atendidas 96 escolas e mais de 7.800 alunos. Para a bibliotecária da Smed, Giane Zacher, a participação no projeto tem sido um sucesso. “A chegada do baú gera grande expectativa e curiosidade nas crianças e nos educadores. E o mais importante é que desperta o desejo de ouvir e de ler histórias”.

A distribuição dos baús, nesta segunda etapa, ocorrerá nos dias 28, 29, 30 e 31 de julho, às 9h30 no turno da manhã, e às 14h30 no período da tarde, conforme roteiro abaixo:
28/7: Crescer com Lazer, Rua Irmão Faustino João, 59 – Ruben Berta (tarde)
28/7: Amocasma, Rua Dorival Castilhos Machado, 20 – Hípica (manhã)
29/7: Algodão Doce, Rua São Marcos, 150 – Vila Bom Sucesso (tarde)
29/7: Ao Sol Nascente, Beco Sete Estrada dos Batillanas, 105 – Cascata (manhã)
30/7: Joana D’Arc, Rua 24 de Agosto, 375 – Sarandi (tarde)
30/7: Aprendendo Feliz, Rua Círio Amaral de Oliveira, 403 – Restinga Nova (manhã)
31/7: Nossa Senhora Fátima Novo Mundo, Rua Martin Félix Berta, 2575 – Mário Quintana (manhã)
31/7: Tio Zé, Rua Dora, 64 – Cruzeiro (tarde)

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez...

Estímulo à leitura é tema de capacitação em escolas conveniadas

Matéria publicada no portal da Prefeitura em 30/06/2015

Texto de: Guga Stefanello

 

O projeto Baú de Histórias Era uma Vez realizou na tarde desta terça-feira, 30, no auditório do 6º andar da Secretaria Municipal de Educação (Smed), capacitação para coordenadores das Instituições de Educação Infantis Conveniadas que irão receber os baús no segundo semestre. Ao todo, profissionais de 48 instituições participaram da capacitação.

 

Giane, professora e bibliotecária, e Gislaine, coordenadora da Educação Infantil. Smed realiza capacitação para coordenadores das IEICs . Foto: Bruno Teixeira/Divulgação PMPA

De acordo com a bibliotecária Adriana Gomes, a capacitação tem como objetivo repassar instruções aos coordenadores sobre o projeto. “A Smed ampliou a abrangência de políticas de leitura, chegando a atingir as 219 escolas conveniadas da rede municipal”, destacou Adriana.

A iniciativa pretende oportunizar o contato com a leitura, além de garantir experiências de interação de crianças com as linguagens oral e escrita. Primeiro será realizado um contato com os familiares das crianças para que os pais incentivem os filhos à leitura. Cada escola deverá criar sua forma de estimular a leitura. Os baús estão identificados com cores diferentes: azul, lilás, verde e laranja, e são acompanhados de caderno de registros de avaliação dos usuários. “Em cada escola, os baús permanecerão por 15 dias”, disse Adriana.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez...

Baú de histórias contemplará 56 escolas neste semestre

Publicada no portal da Prefeitura em 19/05/2015

Texto de: Júlia Molina (estagiária) / Supervisão: Eliana Ferrari Dutra

Cerca de 1.200 crianças de 40 instituições de educação infantil conveniadas à Prefeitura de Porto Alegre já foram beneficiadas desde o mês de março com livros do programa Baú de Histórias: Era uma vez… Ao todo, são oito baús com 100 títulos de histórias infantis cada. Até o dia 30 de junho, outras 16 escolas serão contempladas com o projeto, totalizando 56 escolas no primeiro semestre. “Estamos conseguindo atingir as metas, e as escolas estão relatando que os baús têm sido muito bem recebidos pelos alunos”, contou a bibliotecária da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Giane Zacher. A segunda etapa de 2015 está prevista para começar em julho.

Cada baú guarda 100 títulos de histórias infantis. Foto: Júlia Molina/ Divulgação PMPA

O Baú de Histórias foi criado para incentivar alunos a se tornarem leitores e também motivar as famílias a lerem junto com os filhos em casa. Iniciou em 2013 com quatro baús e contemplou 2.413 crianças de 44 instituições. Em 2014, com oito baús, 7.897 alunos de 96 escolas foram beneficiados. A estimativa para este ano é atender cerca de oito mil crianças de 104 escolas, de um total de 222.  

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez...

Smed atinge metas de 2014 e firma novo contrato de gestão

Destacamos o item 3 sobre o projeto de leitura Baú de Histórias. Era uma Vez… que visa atender as creches conveniadas à administração municipal

Publicada no portal PMPA em 19/03/2015

Texto de: Elio Bandeira
A Secretaria Municipal de Educação (Smed) foi reconhecida, pela Prefeitura de Porto Alegre, em solenidade na quarta-feira, 18, que premiou os órgãos de governo que atingiram mais de 70% das metas previstas para o ano de 2014. A Smed recebeu um dos troféus do prêmio Loureiro da Silva, na categoria Destaque. A titular da secretaria, Cleci Maria Jurach, recebeu uma placa das mãos do prefeito José Fortunati e do vice, Sebastião Melo. Outra premiação recebida pela secretaria foi na categoria Lideranças, concedida para a servidora Carla Khalil Martinelli.
Na mesma solenidade, a Smed firmou seus objetivos para o ano de 2015. O contrato de gestão foi firmado pela secretária Cleci Jurach e entregue ao prefeito Fortunati.
São 11 metas:
 
1) Ampliar de 22.922 para 24.322 as vagas em Educação Infantil;
2) Resgatar 40% dos alunos em situação de infrequencia escolar;
3) Garantir 339,4 mil acessos às políticas de leitura da Rede Municipal de Ensino e da rede conveniada;
4) Beneficiar 7 mil alunos do Ensino Fundamental com passe livre no projeto Vou à Escola;
5) Beneficiar 80% dos alunos da Rede Municipal de Ensino treinados por clubes e agremiações;
6) Atender 85% da demanda de alunos que necessitam de estimulação precoce e psicopedagogia inicial na Escola Infantil;
7) Ampliar para 63% o percentual de alunos participando de atividade da Educação Integral;
8) Ofertar 1.576 horas de formação e qualificação pedagógica na Rede Municipal de Ensino;
9) Garantir a realização de 40 mil avaliações antropométricas para investigação nutricional dos alunos das escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental regular;
10) Ampliar de 17 para 22 as escolas de Educação Fundamental que desenvolvem o projeto de Robótica Educacional;
11) Atingir 130.152 participantes nas ações do Programa Escola Aberta.

Foto: Maia Rubim/PMPA

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez...

Incentivo a leitura em jornais da capital

Ações de incentivo ao gosto pela leitura foram publicadas recentemente na imprensa. Digitalizamos para compartilhar com os colegas.

= = = = = = =

Bixos entre os contos de fadas, Zero Hora

 

blog zh

 

Baú de Livros percorre escolas municipais, no Correio do Povo

 

blog correio

Deixe um comentário

Arquivado em Baú de histórias. Era uma vez..., Diversos, Gosto pela leitura