Arquivo da categoria: Diversos

6ª Semana da África na UFRGS

image002

Abertas as inscrições para apresentações de trabalhos na 6ª Semana da África na UFRGS

A 6ª Semana da África na UFRGS será realizada de 21 a 25 de maio de 2018, com a temática “Cosmovisões Africanas: formas de ver e interpretar o mundo a partir da África”. Sua programação compreenderá palestras, mesas temáticas, oficinas de caráter educativo dirigidas ao público infanto-juvenil, atividades culturais, sessões de apresentação de trabalhos acadêmicos e relatos de experiências pedagógicas sobre diversos aspectos dos povos africanos, sua relação com os afrodescendentes e as culturas negras do Novo Mundo.

Para participar da apresentação de trabalhos acadêmicos, os resumos devem ser entregues até dia 30 de abril, para que sejam selecionados pela comissão do evento. O anexo com o regulamento está disponível AQUI <https://www.ufrgs.br/neab/index.php/2018/03/05/informacoes-sobre-inscricoes-de-trabalhos-semana-da-africa/&gt;.

A Semana da África na UFRGS é uma ação de caráter acadêmico e cultural realizada anualmente, tendo como referência o dia 25 de maio, reconhecido desde 1972 pela ONU como o Dia da África. Criada, em 2013, pelo DEDS, devido à busca, por alguns estudantes africanos da universidade, de um espaço para falar sobre os seus países nas datas comemorativas de suas independências, tem como primeira finalidade aprofundar conhecimentos e a reflexão sobre o continente africano, com o qual o Brasil tem significativa afinidade histórica e cultural.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

Equipe de Bibliotecas da SMAMS convidam sua escola a conhecer e participar das atividades de seus espaços, que conciliam literatura e educação ambiental

Atividades bibliotecas da Smams 2018

Deixe um comentário

27 de março de 2018 · 15:03

Workshop Escola Sustentável

O Centro de Educação e Informação Ambiental está realizando um workshop voltado a Gestores, Professores, educadores e agentes ambientais sobre a temática “Escola Sustentável” com o intuito de trocar experiências sobre boas práticas de sustentabilidade ambiental.

Será apresentado o projeto implantado na Escola Estadual Matias de Albuquerque, que possui parceria com o Ceia/Smam desenvolvendo diversas ações de reaproveitamento de resíduos, hortas, compostagens e confecção de materiais lúdico-pedagógicos e objetos de arte com a finalidade de uma educação voltada à sustentabilidade ambiental.

Os projetos Superama, o Superamigo do Meio Ambiente, idealizado pelo colega Carlos Aguiar, o Teixerinha com a proposta da sensibilização para a construção de uma consciência ambiental através da transformação de resíduos sólidos em arte; o Projeto Pitucanoa, que ocorre no bairro Ponta Grossa voltado à comunidade local para desenvolvimento de ações educativas de qualificação dos recursos hídricos e os projetos Trilhando os Parques e Plantando Sementes de Sustentabilidade, realizados pelo Ceia também serão explanados.

As inscrições podem ser realizadas através do endereço eletrônico: educacaoambiental@smam.prefpoa.com.br ou pelo Centro de Educação e Informação Ambiental  (Ceia/Smam) pelos fones: 3289-8354 e 3289-8355.

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

FNDE lança filme e concurso em homenagem aos 80 anos do livro didático

Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE em 14 de Novembro de 2017

 

Estudantes do ensino fundamental e médio público poderão se inscrever no concurso literário a partir de 15 de dezembro

 

Em razão dos 80 anos de existência da política pública do livro didático, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) lançou filme comemorativo que remonta todo o caminho da cadeia de aquisição dos livros didáticos. Da publicação do edital à chegada do livro nas escolas pode-se levar até três anos. Já o ciclo completo do livro – até o seu descarte final – pode durar sete anos. Todo o processo foi remontado no filme que demonstra o cuidado com a qualidade do material distribuído para os mais de 41 milhões de estudantes de escolas públicas em todo o país. A “Fantástica História dos Livros Didáticos” (link https://youtu.be/0-Fz14JrQEw) tem cerca de 3’40’’ de duração e é dedicada a todos os estudantes e professores brasileiros.

 

Também foi lançado o concurso literário “Faça parte dessa história”, que pretende selecionar os maiores talentos das escolas públicas do Brasil na arte de escrever. O concurso é voltado para estudantes devidamente matriculados em turmas de ensino fundamental e médio das escolas públicas brasileiras. As inscrições serão realizadas de 15 de dezembro a 2 de março de 2018, unicamente pela página do concurso http://www.fnde.gov.br/concursoliterario/.

 

Poderão ser inscritas obras nos seguintes gêneros literários: poema, conto, crônica, novela, teatro, texto da tradição popular, romance, memória, diário, biografia, relatos de experiências e história em quadrinhos.

 

O primeiro lugar de cada uma das categorias ganhará uma viagem internacional para conhecer a maior feira de livros do mundo, a Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha. Os três finalistas de cada categoria (anos iniciais do ensino fundamental, anos finais do ensino fundamental e ensino médio) também serão premiados com uma viagem de visita à Bienal do Livro de São Paulo, em 2018, e poderão acompanhar a produção e distribuição do livro didático, na capital paulista. E ainda levarão pra casa um acervo completo de livros literários.

 

“O incentivo à leitura deve começar desde cedo. É através dela que nossos jovens podem ampliar seus conhecimentos e criar uma nova percepção de mundo. A capacidade de interpretar o mundo começa aqui e, nesse sentido, a comemoração dos 80 anos do PNLD é uma grande vitória para todos nós. Uma política quase centenária que continua a crescer e a dar bons frutos”, afirma o presidente do FNDE, Silvio Pinheiro. “Acreditamos que o concurso literário será um grande movimento em favor da criatividade dos nossos estudantes. Temos certeza que teremos grandes obras inscritas”, concluiu.

 

História

 

O Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) é o mais antigo dos programas voltados à distribuição de obras didáticas aos estudantes da rede pública de ensino brasileira e iniciou-se, com outra denominação, em 1937. Ao longo desses 80 anos, o programa foi aperfeiçoado e teve diferentes nomes e formas de execução. Atualmente, o PNLD é voltado à educação básica brasileira, tendo como única exceção os alunos da educação infantil.

 

Foi em 1985 que o programa passou a se parecer com o que conhecemos hoje. Naquele ano passou a se chamar Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), e não mudou só de nome. Passou a ser mais democrático e abrangente. Os livros didáticos passaram a ser indicados pelos professores, estabeleceu-se a reutilização do livro, implicando a abolição do livro descartável e o aperfeiçoamento das especificações técnicas para sua produção, visando maior durabilidade e possibilitando a implantação de bancos de livros didáticos. No mesmo ano também chegava ao fim a participação financeira dos estados, passando toda a responsabilidade para o Governo Federal.

 

2 Comentários

Arquivado em Diversos

Escolas expõem projetos voltado à literatura na Feira do Livro

Matéria publicada em 10/11/2017 no site da PMPA

Texto de: Fernando Campos com supervisão de Cristina Lac

 

Foto: Manoelle Duarte/Divulgação PMPA Escola usou versões de “Chapeuzinho Vermelho” para falar sobre abuso sexual

 

Nesta sexta-feira, 10, as escolas da rede municipal de ensino Ana Íris do Amaral, no bairro Protásio Alves, e José Mariano Beck, no bairro Jardim Carvalho, apresentaram projetos no seminário internacional “O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade”, que integra a 63ª Feira do Livro de Porto Alegre. Ambas as Emefs utilizaram a leitura para desenvolver ações com os alunos e, através das educadoras, relataram suas experiências para o público presente no Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo, local que recebe o evento.
Na Sala Compartilhamento de Ideias, a Emef Ana Íris do Amaral apresentou o projeto “Sempre às Sextas-Feiras: Lendo na Biblioteca Flor do Campo”. A ação, idealizada pelas professoras Maria Luci de Mesquita Prestes e Flávia Moretto de Oliveira, consiste em reservar, por semana, um período inteiro de Português apenas para a leitura. Ao término do dia, os alunos eram incentivados a anotar o quanto leram e suas impressões sobre o livro. O objetivo da atividade era auxiliar os estudantes a criarem o hábito da leitura e capacitá-los como leitores.
Logo após, no auditório Barbosa Lessa, a Emef José Mariano Beck palestrou sobre o projeto “Defenda-se: leituras e releituras de Chapeuzinho Vermelho para falar de abuso sexual”, criado pelas professoras Luciana Ferreira Soares e Rochele Marcello da Silva Schott. A ação utilizou diversas versões do conto Chapeuzinho Vermelho para alertar sobre o risco de aceitar ajuda de estranhos, algo que acontece com a personagem na história.
O carro-chefe da ação foi o livro gaúcho “O Menino do Capuz Vermelho”, que tem como protagonista um garoto porto-alegrense, facilitando a identificação dos alunos. De acordo com a professora Luciana, os contos não eram mostrados de maneira moralizante, mas visando ensinar os alunos a defender-se de assediadores.
Além dos livros, também foram utilizadas outras mídias, como a música Lobo Bobo e o filme A Menina da Capa Vermelha. A ação também teve como objetivo pontuar a diferença entre carinho e abuso e incentivar a denúncia caso algum adulto quebre essa barreira. “A escola precisa mostrar que está aberta para tratar sobre o assédio”, disse Rochele Schott.

A Prefeitura está presente no 6º Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade com as equipes da Biblioteca da SMED e da Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães (SMC). O evento encerra nesta sexta-feira, 10.

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos, Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Inscrições para o VI Seminário O Papel da Biblioteca e da Leitura

Prezados colegas das bibliotecas escolares!

Divulgamos a programação e o link para inscrições do evento que apoiamos, o VI Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da SociedadeBibliotecas Escolares, Comunitárias e Públicas, que acontece nos dias 9 e 10/11/2017, durante a Feira do Livro de Porto Alegre. As atividades acontecerão noCentro Cultural CEEE Erico Verissimo, localizado na Rua dos Andradas, 1223.

O link para inscrições:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSestNNvZLiJwyzW7JBxqOSCH4l0NRKtfER-IdUJ353wQkOepA/viewform

As inscrições são gatruitas e os participantes receberão certificado.
O site do Seminário com a programação: http://arb.org.br/seminariobibliotecas/
Contamos com a sua presença, abraços! 

3 Comentários

Arquivado em Diversos

Plataforma ajuda a trabalhar literatura em sala

Matéria publicada no site da revista Carta Educação em 05/12/2016

 

Os planos de aula trazem uma abordagem interdisciplinar e podem ser usados por professores de diferentes áreas

 

Aliar o prazer da leitura à formação de leitores e ao aprendizado interdisciplinar. É com esse propósito que nasce o novo especial multimídia da Plataforma do Letramento, o Literatura na Escola.

 

Relacionando conteúdos de Literatura e Língua Portuguesa a diversos outros campos do conhecimento, a ferramenta traz planos de aula baseados em 30 livros como O bicho alfabeto, de Paulo Leminski, e Sagarana, de Guimarães Rosa.

 

Desta maneira, coloca em diálogo a tradição literária brasileira com outras linguagens e formas de expressão como teatro, cinema, ilustração, sarau, cordel e animação e envolve professores de diferentes disciplinas, proporcionando a adaptação dos conteúdos à realidade dos estudantes.

 

Um dos temas de aula, por exemplo, é o “Região amazônica: Literatura, História, Geografia e Biologia”, pautado na obra Dois irmãos (2000), de Milton Hatoum, e que estimula a produção de fanfictions. Além dos temas de aula, a plataforma reúne testes, jogos, uma midiateca e projetos de leitura desenvolvidos por educadores de várias regiões do país.

 

As atividades se baseiam no Mapa da literatura brasileira, outro especial elaborado pelo site que mostra autores e obras representativos da nossa cultura a partir de sua distribuição geográfica.

 

Reprodução Pixabay via Carta Educação

= = = =

Plataforma mapeia obras literárias pelo Brasil

 

Interativa, página permite filtrar livros, escritores e movimentos por região, temas e outros critérios

 

Matéria publicada no site da revista Carta Educação em 22/02/2016

 

Um olhar sobre o Brasil por meio de sua Literatura. É isso que propõe o colaborativo Mapa da Literatura Brasileira, que reúne contos, poemas, crônicas, romances de autores atuais e do passado, originários de diversas regiões do país.

 

O mapa permite filtrar obras por público-alvo (adulto ou infanto-juvenil), nível de escolaridade (Educação Infantil, Fundamental I, Fundamental II, Ensino Médio, EJA), linguagem (prosa, poesia e teatro), regiões, além do critério por temática como literatura indígena, periférica, homoafetiva, entre outras.

 

Para isso, a plataforma traz um mapa interativo do Brasil que mostra por meio de marcadores a distribuição dessas categorias. Ao clicar sobre o marcador, uma resenha sobre o escritor e as características da obra escolhida aparecem para o internauta. Há também informações adicionais disponíveis na rede como vídeos e entrevistas.

 

O visitante pode também contribuir para o mapeamento com indicações de livros e autores. Para isso, basta preencher um cadastro com dados pessoais e informações sobre a obra e o autor que gostaria de sugerir.

 

Outra funcionalidade é a navegação por meio de uma linha do tempo que se inicia em 1500 e vai até os dias de hoje. A espécie de “bússola histórica” correlaciona os principais fatos históricos do Brasil aos marcos da Literatura nacional.

 

Em 1698, por exemplo, temos o início do ciclo do ouro em Minas Gerais e, algumas décadas depois, vemos o florescimento na região de Vila Rica (atual Ouro Preto, à época a mais rica e populosa da colônia) do “Grupo Mineiro” ou “Plêiade Mineira”, formado pela elite intelectual mineira e peça-chave para a autonomia literária e política que ali nasceria.

 

Além disso, a plataforma traz um quiz por meio do qual o internauta pode testar seus conhecimentos sobre literatura brasileira e uma seção com sugestões e atividades para auxiliar o professor a trabalhar o tema na escola.

 

Reprodução

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos, Gosto pela leitura

Inscrições de trabalhos – VI Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade

Post publicado no site da Associação Rio-grandense de Bibliotecários (ARB) em 03/10/2017

 

Divulgamos o Regulamento e o formulário para inscrições de trabalhos  no Salão de Ideias (exposição de pôsteres) e nas Salas de Compartilhamento (comunicação oral) do VI Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade – Bibliotecas Escolares, Comunitárias e Públicas.

O Seminário Internacional acontecerá durante a 63ª Feira do Livro de Porto Alegre, em novembro de 2017.

 

Cronograma:

Inscrições de trabalhos: 29/09/2017 a 13/10/2017
Divulgação do resultado: 20/10/2017
Divulgação da programação do evento: 20/10/2017
Inscrição de ouvintes: 20/10/2017
Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade – Bibliotecas Escolares, Comunitárias e Públicas: 09 e 10/11/2017

 

Link para inscrição dos trabalhos: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdizmWf7CY6IZG3DAQQzmVi0O0Yx2qw6j8B4AdrYA15MR2hEQ/viewform

 

A Biblioteca da Smed é apoiadora do evento.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

20 Relatos Insólitos de Porto Alegre

O Centro Municipal de Cultura, em comemoração a Semana de 245 anos de Porto Alegre, convida para o lançamento do livro “20 Relatos Insólitos de Porto Alegre”, de Rafael Guimaraens.

O lançamento está marcado para o dia 21 de março (terça-feira), às 19 horas, durante a 245ª Semana de Porto Alegre, no Centro Municipal de Cultura, Arte e Lazer Lupicínio Rodrigues (Av. Erico Verissimo 307), com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, através da Coordenação do Livro e Literatura.

convite_20_relatossmed

 

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

Oficina Brincando e textualizando

Divulgação da parceira Biblioteca Josué Guimarães.

Com Adriana Scherner, pedagoga e contadora de histórias >>> dia 18 de março, sábado

bt-oficina-bpmjg

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos