Arquivo da categoria: Pesquisa escolar e competência informacional

Escolas devem treinar crianças para usar Wikipédia, diz fundador do site

BBC Brasil – Como o senhor vê a Wikipédia em 10 anos?

Wales – A principal mudança em curso que deve ter um impacto no futuro do projeto tem sido o crescimento em línguas do mundo em desenvolvimento, na África, na Índia, mesmo em idiomas usados por pequenas comunidades. Também devemos continuar crescendo em acessos por celular e outras plataformas móveis.

BBC Brasil – A ideia é que, com esse esforço para aprimorar a qualidade, a plataforma possa ser usada, por exemplo, em trabalhos escolares – como, no passado, as enciclopédias tradicionais?

Wales – Acho que ela já é usada de forma substancial por estudantes. Sempre que falo com alunos universitários eles brincam: “Nunca teríamos nosso diploma sem vocês”.

Por isso, o que deveríamos estar discutindo nas escolas não é se, e sim como usar o site. Quais são os pontos fortes e os pontos fracos dessa ferramenta, o que procurar em cada artigo. Essa deve ser uma parte importante da educação, já que tanta gente hoje se informa pela internet. Precisamos nos assegurar que os jovens e crianças estão recebendo instruções para fazer isso da maneira correta.

As pessoas vão usar a Wikipédia quando saírem da escola de qualquer maneira, então é importante que sejam treinadas para isso.

BBC Brasil – A internet e mídias sociais têm servido de palco para algumas pessoas com visões radicais ou extremistas. Se todos podem editar as entradas da Wikipédia, isso não se torna um problema? O que vocês fazem para garantir artigos equilibrados?

Wales – Não percebemos isso como um problema. Na realidade, nossa percepção é oposta: achamos que a internet está levando à destruição do extremismo já que, com ela, as pessoas começam a ser expostas a uma grande variedade de ideias diferentes das suas e têm um maior entendimento (dos fatos). É muito difícil ser extremista em um mundo em que as informações sobre tantos temas estão tão amplamente disponíveis.

Na Wikipédia, nosso estilo já é muito neutro, muito calmo, procuramos fontes confiáveis. Mas acredito que, de maneira mais ampla, na internet também estamos vendo a morte do extremismo.

BBC Brasil – Veículos da imprensa dos EUA e Grã-Bretanha já o retrataram como o único ‘guru’ da internet que não ficou bilionário. Foi uma opção?

Wales – Na realidade, eu também sou fundador do site Wikia.com, que é website número 17 no mundo, um projeto comercial que está dando muito certo. A (operadora móvel com rede virtual) The People’s Operator (TPO), na qual tenho participação, está indo bem também. Então acho que essa ideia de que vivo na pobreza é equivocada. É claro que a Wikipédia (cujos direitos foram cedidos a uma fundação) é muito mais importante do que tudo isso. Mas, no caso, o objetivo era ter um impacto global, não lucrar um bilhão. Então tenho muito orgulho de participar desse projeto.

BBC Brasil – Um dos desafios da Wikipédia é o financiamento. Aceitar anúncios desvirtuaria o projeto?

Wales – Essa seria uma opção muito ruim para a Wikipédia. Eu pessoalmente sou contra os anúncios e uma das principais razões é que a Wikimedia Foundation, a ONG que fundei para operar a Wikipédia, hoje é guiada por seu senso de missão.

Mas se começássemos a vender anúncio, a organização começaria a ter preocupações com sua receita publicitária. Poderia preferir ter um milhão de leitores a mais nos EUA do que na África, por exemplo, simplesmente porque os americanos têm mais recursos e lá o mercado publicitário está mais desenvolvido.

Além disso, a equipe poderia começar a se interessar mais sobre o que você está lendo na Wikipédia. E talvez tivesse um incentivo para direcioná-lo para páginas com anúncios. Hoje, o que você está lendo na Wikipédia só interessa a você. O leitor é guiado apenas por seus próprios interesses.

BBC Brasil – Você já anunciou que tem interesse em trazer a operadora de telefonia TPO para o Brasil. Por que o mercado brasileiro parece interessante mesmo nesse momento de crise?

Wales – Por enquanto já estamos operando na Grã-Bretanha e em algumas semanas estaremos nos EUA. Temos pretensões globais. Depois disso, vamos pensar em que outro mercado para entrar e o Brasil é um dos lugares em que temos interesse. Trata-se de um mercado grande, de grande potencial para o nosso setor.

Hoje, os consumidores brasileiros não têm muita opção quando se trata de operadoras móveis com rede virtual – o nosso modelo de negócios. Esse modelo, aliás, só foi recentemente aprovado no país. Por ele, as operadoras não tem torres de telefonia, atuam em parceria com outras empresas. Por enquanto, acredito que só há uma empresa começando a explorar esse mercado brasileiro – a Virgin Mobile – e acho que nem colocaram seus projetos em prática ainda. Mas dentro de alguns anos haverá muitas operadoras com redes virtuais e queremos ser uma delas.

Não estou muito interessado nos ciclos econômicos. Há outros fatores que são mais importantes para quem está fazendo negócios no Brasil. É um país com potencial de longo prazo.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Pesquisa escolar e competência informacional

Enciclopédia Itaú Cultural

A Enciclopédia Itaú Cultural se consolidou como uma excelente obra de referência sobre arte e cultura no Brasil. Além dos verbetes escritos, professores e alunos poderão se beneficiar do rico conteúdo audiovisual que ela oferece.

 

 http://www.enciclopedia.itaucultural.org.br/

 

itau

Reprodução

 

Leia a Apresentação da obra: “A Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras é uma obra de referência virtual que reúne informações sobre artes visuais, arte e tecnologia, literatura, teatro, cinema, dança e música (estas três últimas em elaboração) produzidos no Brasil. Aqui, o leitor poderá ter acesso a textos, imagens, áudios e vídeos sobre diversos assuntos relacionados às artes no país. Biografias, análises de obras, informações sobre termos e conceitos empregados no universo da arte, histórico de grupos e movimentos artísticos são, entre outros, temas dos verbetes presentes na Enciclopédia. Por meio de recursos que facilitam a busca, a navegação e o cruzamento das informações, ela coloca à disposição de todos os interessados, de forma abrangente e dinâmica, o conteúdo das bases de dados do Itaú Cultural, fruto de um trabalho que se estende por 25 anos.”

 

Fizemos a pesquisa sobre um dos primeiros fotógrafos porto-alegrenses, o Lunara. O resultado foi positivo e surpreendente, principalmente pela quantidade de reproduções de suas fotos e pelo comentário crítico disponível.

 

lunara

Reprodução Enc. Itaú Cultural

 

Aproveitem e prestigiem!

Deixe um comentário

Arquivado em Pesquisa escolar e competência informacional

Britannica Escola Online

A plataforma infantojuvenil da respeitável Enciclopédia Britannica está à disposição dos estudantes e professores brasileiros. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é a instituição que disponibiliza o website.

A navegação é amigável e a linguagem acessível aos alunos do Ensino Fundamental e poderá ser guiada pelas abas de temas gerais: Artes, Artes da Linguagem, Ciência, Esportes, Estudos Sociais, Geografia, Matemática e Religião.

Os estudantes poderão praticar baterias de exercícios de Matemática, Língua Portuguesa, Ciências e História e Estudos Sociais na aba Materiais de Aprendizado.

britannica

Reproduções

A área de Recursos para o Professor oferece exemplos de atividades com o uso do portal.

Além dos verbetes ilustrados existe um Dicionário com definições mais sucintas.

britannicaa

Verbete da enciclopédia

britannicaaa

Verbete do dicionário

 

Professor, aproveite essa ferramenta de pesquisa confiável!

Deixe um comentário

Arquivado em Pesquisa escolar e competência informacional