Arquivo da tag: Biblioteca escolar

Semana do Livro da Emef Mario Quintana terá escritores premiados

Matéria publicada em 07/11/2017 no site da PMPA

Texto de: Fernando Campos (estagiário) / Supervisão: Cristina Lac

A Semana do Livro da Escola Municipal de Ensino Fundamental Mario Quintana, que começa nesta terça-feira, 7, e segue até sexta, 10, terá presenças conhecidas em sua edição deste ano. A principal convidada do evento será a escritora Shirley Souza, autora do livro Caminho das Pedras, vencedor do Prêmio Jabuti em 2008. Além de Shirley, o evento contará com a presença de outros autores, como Vera Hoffmann, Lúcia Helena dos Santos, Ieda Moraes, Wanda Queiroz, Maria Elaine Espíndola, Rosa Maria Olson Soares e Ilan Hilmefarb.

 

A ação também prevê momentos de contação de histórias, apresentações de música, teatro e dança. Além disso, está agendada uma visita à Feira do Livro de Porto Alegre. O objetivo do evento, segundo a escola, é incentivar alunos e visitantes a adquirirem o hábito da leitura, trocar experiências e terem momentos de aprendizado.

 

A Semana do Livro será aberta ao público e terá entrada gratuita, com início a partir das 9h nos dias 7, 8 e 10. Já no dia 9, data em que a autora Shirley Souza estará presente, as atividades começam às 8h. A Emef Mario Quintana localiza-se na rua Acesso C, s/nº – Vila Castelo, bairro Restinga.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Escola Migrantes promove a Semana da Biblioteca

Matéria publicada em 24/10/2017 no site da PMPA

 

Texto de: Cristina Lac

 

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Migrantes, no bairro Anchieta, promove a Semana da Biblioteca 2017, com atividades que envolvem alunos, professores, funcionários e a comunidade escolar. A programação começa nesta terça-feira, 24, com a “Bibliofeira Migrantes”, aberta à comunidade,  e terá troca e venda de livros – doados à escola por professores, comunidade e empresas da redondeza – a preços simbólicos. À tarde, as meninas pequenas se apresentarão vestidas de Emília, a boneca que vira gente, em uma referência ao clássico de Monteiro Lobato.

Na quarta e na quinta-feira, 25 e 26, será a vez do encontro com escritores de livros trabalhados durante o ano com os alunos. Autora do livro A História de Pedro e Júlia, Eva Néri Rubim Pedro, porto-alegrense, que doou 15 exemplares da publicação, fará reunião com os alunos do quarto, quinto e sexto anos, que exibirão suas produções textuais e artísticas acerca da história. No dia seguinte, os alunos maiores, do sétimo ao nono, recebem o autor do livro A Melodia dos iguais: prosas e versos, Gilberto Stone Braga, ex-cantor e tradicional personagem da era de ouro dos bailes de Porto Alegre que estreou este ano na literatura.

O encerramento da Semana, na sexta-feira, 27, terá uma atividade inusitada: a “Parada da Leitura”. Cestos recheados de livros estarão espalhados por todos os ambientes da escola, incluindo até mesmo a cozinha, e o toque da sineta sinalizará a todos que parem imediatamente o que estiveram fazendo para dedicar alguns momentos para a leitura.

A Migrantes, com cerca de 200 alunos, está localizada na avenida Severo Dullius, 165.

Deixe um comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Biblioteca escolar ganha reforço de mais de 200 livros infantis

Matéria publicada em 02/05/2017 no site da PMPA

 

Texto de: Cristina Lac

 

Os 28 alunos da turma A22 (2º ano) da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Décio Martins Costa, no bairro Sarandi, zona Norte de Porto Alegre, tiveram um inusitado início de tarde nesta terça-feira, 2. Reunido na biblioteca, o grupo foi selecionado para representar todos os 1,2 mil estudantes da escola durante a atividade que marcou a chegada de mais de 200 novos livros para o acervo da instituição. Provenientes de doações feitas por pais e alunos do Colégio Farroupilha, escola privada na zona Leste da Capital, as publicações foram dispostas em baús, simbolizando o tesouro que representam, e encantaram as crianças.
Laura Fagundes, sete anos, gostou de um livro que traz junto um quebra-cabeça e logo saiu pedindo ajuda para montá-lo. Alexandre Boeira Santos, também sete anos, preferiu outro que reproduz máscaras de animais e de imediato o colocou em sua face, chamando a atenção dos demais colegas. Já Gabriele Moreira, da mesma idade, agarrou-se afetuosamente a um livrinho com o fantoche de um porco, que foi prontamente lido e manuseado. “Podemos ver pela alegria e felicidade deles o quanto os novos livros enriquecerão a leitura e a imaginação; são livros com recursos diferenciados, com texturas, brincadeiras e jogos acoplados que geralmente tem um custo mais alto em relação aos que trazem apenas letras e ilustrações”, informou a bibliotecária Janete Bassani.
No total, a biblioteca escolar da Emef Décio Martins Costa conta com um acervo de 10 mil títulos, a grande maioria de literatura infantojuvenil. Todos os dias, o local recebe cinco turmas em cada turno, isto é, circulam pelas duas salas do local cerca de 250 alunos para atividades de leitura, empréstimo de livros, contação de histórias e pesquisas. Outras três professoras do ensino regular também trabalham na biblioteca, que ainda tem o reforço de duas monitoras voluntárias do 7º ano.
A destinação dos novos livros ocorreu por intermédio da colaboração da professora Maria Carolina Colombo, que leciona nas duas escolas. Os títulos foram arrecadados durante a atividade denominada “Convescote”, vinculada ao projeto “O líder em mim”, em que pais e alunos das turmas de 1º ano do Farroupilha fizeram a doação de um livro infantil. “Sugeri que a Escola Décio Martins Costa fosse a beneficiada pelas doações, pois é uma escola que cuida muito bem de seus materiais e que certamente fará um uso enriquecedor dos novos títulos junto a toda comunidade. Esses livros vão fazer a diferença na nossa escola”, concluiu a professora.

Foto: Aline Bisso/Divulgação PMPA. Alunos da Décio Martins Costa receberam as doações do Farroupilha

Deixe um comentário

Arquivado em Aquisições, Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Escola Porto Novo inicia ações para incentivar a leitura

Matéria publicada em 03/04/2017 no site da PMPA

Texto de: Cristina Lac

 

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Porto Novo, no bairro Rubem Berta, dará início a atividades especiais para ampliar o acesso à leitura a partir desta semana. A comunidade escolar – alunos, professores, equipes diretivas, funcionários e seus familiares – poderá retirar livros da biblioteca da instituição, a BiblioPORTO, e levá-los para casa. Além do empréstimo, que terá um período fixo para cada turma, também haverá a “Hora da Leitura”, no turno da manhã, no quarto período, com rotatividade no dia da semana. Ou seja, semanalmente, num determinado dia, todos lerão de forma simultânea.
Ainda, entre os dias 3 e 7 de abril, será feita a apresentação formal da BiblioPORTO, cujo nome foi escolhido por eleição no final do ano passado, quando também foi inaugurada. As atividades são alusivas ao Dia Internacional do Livro Infantil, celebrado nesse domingo, 2.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Escola Porto Novo escolhe nome de biblioteca

Matéria publicada em 12/12/2016 no site da PMPA

 

Texto de: Mailsom Portalete (estagiário) / Supervisão: Andrea Pinto

 

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Porto Novo realiza, entre os dias 12 e 13, eleição para escolha do nome de sua biblioteca. O espaço, aberto no segundo semestre de 2016, conta com cerca de 3.300 livros catalogados e algumas centenas de obras ainda não classificadas. A votação é aberta para alunos, funcionários e para a comunidade local.
O processo eleitoral iniciou-se no dia 29 de novembro. Até 6 de dezembro, a comunidade escolar propôs mais de 30 nomes, dos quais foram selecionados cinco para comporem a cédula de votação. São eles: Biblioporto, Carlos Urbim, Cantinho da Alegria, Espaço do Saber e Paixão Côrtes. Para a professora Andréa Rodriguez, é importante que a escolha seja uma atividade democrática. “A escola tem uma postura de tomar suas decisões em conjunto. Nas festas, por exemplo, todo mundo se ajuda, todos colaboram. Não adiantaria nós, professores, definirmos um nome se esse é um espaço da comunidade”, alega.

Foto: Aline Bisso/Divulgação PMPA. Aberto no 2º semestrre, espaço conta com cerca de 3.300 livros catalogados

Andréa, uma das professoras responsáveis pela biblioteca, conta que são realizados em média 150 empréstimos semanais para alunos, professores e comunidade local. “Queremos que os estudantes se apropriem e usem a biblioteca. Esta eleição é, também, um modo de envolvê-los com o mundo da leitura e do livro, muitas vezes, deixado de lado em razão do computador e do celular”, argumenta.
Segundo a diretora da Porto Novo, Salete Monticelli, a intenção é inaugurar a biblioteca até o final do ano. Ela cita, ainda, outras iniciativas da escola de incentivo à leitura, como é o caso da Bibliopátio e do projeto Hora de Ler. “No projeto, todas as turmas fazem uma pausa semanal e, durante um período, os estudantes dedicam-se exclusivamente aos livros. Já a Bibliopátio é o espaço que temos para as crianças lerem durante o recreio, na entrada ou em qualquer momento que estiverem no pátio”, explica.

Deixe um comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Doação do escritor Rafael Guimaraens

Recebemos com muita alegria a doação de 26 exemplares do recém-lançado O sargento, o marechal e o faquir. O escritor Rafael Guimaraens – que faz parte do Adote um Escritor desde 2009 – veio fazer a entrega acompanhado da Clô Barcellos, da editora Libretos.

Esses exemplares serão encaminhados às bibliotecas escolares municipais que atendem o nível de Educação de Jovens e Adultos (EJA). A Biblioteca da SMED ficará com um item autografado pelo Rafael.

Muito obrigada!

Link para a resenha da obra, que foi produzida com incentivos do governo federal: http://www.libretos.com.br/index.php/audiolivros?page=shop.product_details&flypage=flypage.tpl&product_id=173&category_id=49&vmcchk=1

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

Escola Emílio Meyer inaugura mural da biblioteca com sarau

Publicada no portal da Prefeitura em 14/09/2016

Texto de: Luiz Eduardo Campesato (estagiário) / Supervisão: Andrea Pinto

A Escola Municipal de Ensino Médio Emílio Meyer (Av. Niteroi, 472, Bairro Medianeira) promove, às 18h desta quarta-feira, 14, um sarau poético para inaugurar o novo mural da Biblioteca Delta Selistre. O espaço agora dá boas vindas aos leitores com imagens coloridas que remetem ao universo das possibilidades da biblioteca.

 

Organizado pela bibliotecária da escola, Marta Rejane Robaina, o sarau é aberto ao público e contará com participação dos alunos e professores da tarde, convidados do turno da noite e realizadores do mural. A obra foi desenvolvida pelos alunos da oficina de pintura em mural da instituição, ministrada pelo professor de artes João Augusto Santos.

 

A intervenção artística nas paredes da escola é tradicional, contando com a participação de trabalhos em sala de aula, alunos de oficinas e professores. “Esse trabalho de embelezamento da escola é importante, pois é uma construção da década de 50. Muitas aulas de desenho, portanto, são feitas nos corredores. Acreditamos em uma educação que incentive a arte e a cultura”, destaca a vice-diretora da escola, Deliamaris Acunha.

 

Espaço dá boas vindas aos leitores com imagens coloridas. Foto: Divulgação/PMPA

Deixe um comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários

Leitura em Família da EMEI JP Passarinho Dourado

O projeto Leitura em Família da EMEI Jardim de Praça Passarinho Dourado é um exemplo de boa prática em mediação da leitura! Compartilhamos abaixo alguns relatos publicados desde 2009.

= = = =

Projeto de leitura atrai a comunidade

Publicada no jornal Correio do Povo em 03/11/2011 

 

Com “Leitura em Família”, a Escola Municipal de Educação Infantil Jardim de Praça Passarinho Dourado, na Capital, mobiliza alunos e suas famílias. A diretora Zenaide Silva explica que o projeto incentiva a leitura e aproxima a comunidade. Assim, desde 2009, todas as sextas-feiras, as crianças levam para casa um livro que escolhem e um diário.

 

leitura em familia

Reprodução do Correio do Povo. Foto de Jonathan Heckler / CMPA / CP

 

A tarefa é que os pais narrem no diário o que pensaram da história, e os alunos podem “contá-la” em desenhos. Na segunda-feira, cada criança expõe seu momento de leitura, a professora lê o que as famílias escreveram e mostra as produções artísticas. “Essa parceria ajuda na construção do conhecimento e na formação de cidadãos mais conscientes e responsáveis”, diz Zenaide.

Os livros, de diferentes gêneros, tratam de temas como amizade, sexualidade, raça/etnia e ecologia. O projeto foi exposto à Caravana das Boas Práticas Pedagógicas, da Câmara de Porto Alegre. Conforme a presidente da CMPA, Sofia Cavedon, “a escola ensina para além de seus muros, ajudando na construção cultural da criança e da comunidade”.

 

= = = = =

Escola Passarinho Dourado ensina para além dos muros

Publicada no portal da Câmara Municipal de Porto Alegre em 17/10/2011

Darlene Silveira (Reg. Prof. 6478), Assessoria de Imprensa da Presidência
“Olá, família! A partir desta data, estaremos, eu e meu melhor amigo – livro de literatura infantil – visitando sua casa. Com ele cada leitor fará uma viagem inesquecível. Além disso, ele ajudará no desenvolvimento das linguagens, despertará sentimentos, provocará descobertas, enfim, cada livro levará com ele um mundo mágico. Assinado: o Diário”. Com essas palavras, a direção da Escola Municipal de Educação Infantil Jardim de Praça Passarinho Dourado convidou as famílias de seus alunos para participarem do projeto “Leitura em Família”. Para contar essa história, a escola recebeu, dia 13 de outubro, a visita da “Caravana das Boas Práticas Pedagógicas”, da Câmara Municipal de Porto Alegre, cujo objetivo é homenagear o trabalho e a dedicação dos professores das redes de ensino público da Capital.

Caravana Pedagógica conhece iniciativas pedagógicas da Escola Municipal Passarinho Dourado. Foto: Jonathan Heckler, 13/10/2011

E como funciona a proposta? A ideia, segundo a diretora, Zenaide da Silva, é incentivar o hábito da leitura e aproximar ainda mais as famílias da escola. Desde 2009, todas as sextas-feiras, as crianças levam para casa uma sacola, produzida por elas e seus familiares, com um livro que escolhem e um diário. “Nossa intenção é que os pais reservem um tempo para ler o livro e incentivem as crianças a contar a história, lendo as figuras”. Depois, os pais devem narrar no diário o que pensaram da história, e os alunos podem contá-la por meio de desenhos. Segunda-feira, na rodinha, cada criança diz como foi o momento da leitura, a professora lê o que as famílias escreveram e mostra as produções artísticas, se houver. “Acreditamos que essa parceria ajuda na construção do conhecimento e na formação de cidadãos mais conscientes e responsáveis”.

Caravana Pedagógica conhece iniciativas pedagógicas da Escola Municipal Passarinho Dourado. Foto: Jonathan Heckler, 13/10/2011

Os livros são dos gêneros poesia, narrativa, contos de fada, fábulas, lendas, livros sem texto e versam sobre os temas amizade, gênero, sexualidade, raça/etnia, ecologia, entre outros. “A atividade é desenvolvida na nossa biblioteca multimeios, chamada de sala mágica”, explicou a professora.
A escola, localizada na Praça São Geraldo, no bairro de mesmo nome, foi fundada em 1945 e possui 51 alunos de 3 a 5 anos e 11 meses nos turnos da manhã e tarde, em turmas de maternal e jardim.
Para a presidente da Câmara, vereadora Sofia Cavedon (PT), o diferencial da Passarinho Dourado é a capacidade de envolver os adultos da família com esse projeto e a forma de trabalhar as diferentes dimensões da infância. “É a escola ensinando para além dos muros e ajudando na construção cultural da criança e da comunidade.”
= = = =
Zenaide Martins da Silva, diretora da EMEI JP Passarinho Dourado

 

“Quando li a reportagem referente à leitura fiquei deveras interessada e imaginei que pudesse enriquecer a iniciativa.

 

Sou diretora da EMEI JP PASSARINHO DOURADO – escola da Prefeitura Municipal de Porto Alegre – na Av. Guido Mondin, esq. Av. Ceará – Praça São Geraldo. Atendemos 62 crianças na faixa etária de 3 anos e meio a 5 anos e 11 meses, divididas em quatro turmas, duas pela manhã e duas pela tarde. JA1, JA2, JB1 e JB2.

 

Entendemos que a parceria com a família é fundamental no desenvolvimento integral de nossas crianças e uma das formas que encontramos foi o projeto que denominamos Leitura em Família.

 

O projeto começou a ter forma com as crianças personalizando suas sacolas de TNT, pintando-as livremente. No Dia das Mães, fizemos uma festa às mães e um dos pontos altos foi as mães terem costurado as sacolas. Houve inclusive um pai que costurou. Foi momento inesquecível.

 

Na sacola acompanha um caderno (diário) com um texto explicando o projeto. Às sextas-feiras as crianças escolhem livremente um livro infantil e o leva para casa. Às segundas-feiras os mesmos são devolvidos, com o registro, pela família do momento da leitura. Em rodinha, as professoras perguntam às crianças acerca do livro lido, para que as mesmas relatem às demais.

 

Depois a professora lê o que as famílias escreveram. É um projeto lindo e que tem tido uma adesão significativa das famílias. Caso te interesses em nos visitar, teremos prazer em te mostrar as escritas, bem como dar maiores informações a respeito.”

= = = =

A atividade Leitura em Família também foi tema de relato na revista Pátio, n. 32, de julho de 2012.

Deixe um comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Troca de Livros da Pé de Pilão

No dia 3 de maio aconteceu a tradicional Troca de Livros da Biblioteca Pé de Pilão, da EMEF Grande Oriente do Rio Grande do Sul.
As professoras Letícia, Regina, Arlete, Daniela e Liane nos relataram que todos os alunos da escola são convidados a trocar um livro que trouxeram de casa por um dos livros da biblioteca (disponibilizados após seleção e baixa do acervo). Professores e funcionários também participam.
A atividade aconteceu nos turnos da tarde e noite.

 

 

Facebook: https://www.facebook.com/pages/EMEF-Grande-Oriente-do-RS/471028716271041?fref=ts

1 comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Escola Vila Mapa inaugura biblioteca

Texto de: Thiago Greco / Supervisão: Andréa Pinto
A Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Vila Mapa 2 (rua Pedro Golombiewski, número 100) inaugurou nesta terça-feira, 15, sua biblioteca. O projeto é de autoria da professora da escola Elizabete Masera com a ONG Um Pé de Biblioteca, do Estado de Minas Gerais, e tem apoio da construtora Cyrela Goldsztein.

Foto: Willian Baldon/Divulgação PMPA

A inauguração faz parte da primeira jornada da ONG no Rio Grande do Sul. A entidade já realizou ações nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e de Minas Gerais. A biblioteca da Vila Mapa 2 conta com um acervo de mais de 400 livros, de editorias infantis e também pedagógicas, destinados a alunos e professores. Um vídeo produzido pela escola foi apresentado na cerimônia de inauguração, mostrando a linha do tempo da construção do espaço. Pufes, baús, duas prateleiras e uma estante em forma de árvore – símbolo da Pé de Biblioteca -também foram disponibilizados à escola.

Deixe um comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários