Arquivo da tag: Eventos

6ª Semana da África na UFRGS

image002

Abertas as inscrições para apresentações de trabalhos na 6ª Semana da África na UFRGS

A 6ª Semana da África na UFRGS será realizada de 21 a 25 de maio de 2018, com a temática “Cosmovisões Africanas: formas de ver e interpretar o mundo a partir da África”. Sua programação compreenderá palestras, mesas temáticas, oficinas de caráter educativo dirigidas ao público infanto-juvenil, atividades culturais, sessões de apresentação de trabalhos acadêmicos e relatos de experiências pedagógicas sobre diversos aspectos dos povos africanos, sua relação com os afrodescendentes e as culturas negras do Novo Mundo.

Para participar da apresentação de trabalhos acadêmicos, os resumos devem ser entregues até dia 30 de abril, para que sejam selecionados pela comissão do evento. O anexo com o regulamento está disponível AQUI <https://www.ufrgs.br/neab/index.php/2018/03/05/informacoes-sobre-inscricoes-de-trabalhos-semana-da-africa/&gt;.

A Semana da África na UFRGS é uma ação de caráter acadêmico e cultural realizada anualmente, tendo como referência o dia 25 de maio, reconhecido desde 1972 pela ONU como o Dia da África. Criada, em 2013, pelo DEDS, devido à busca, por alguns estudantes africanos da universidade, de um espaço para falar sobre os seus países nas datas comemorativas de suas independências, tem como primeira finalidade aprofundar conhecimentos e a reflexão sobre o continente africano, com o qual o Brasil tem significativa afinidade histórica e cultural.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

Workshop Escola Sustentável

O Centro de Educação e Informação Ambiental está realizando um workshop voltado a Gestores, Professores, educadores e agentes ambientais sobre a temática “Escola Sustentável” com o intuito de trocar experiências sobre boas práticas de sustentabilidade ambiental.

Será apresentado o projeto implantado na Escola Estadual Matias de Albuquerque, que possui parceria com o Ceia/Smam desenvolvendo diversas ações de reaproveitamento de resíduos, hortas, compostagens e confecção de materiais lúdico-pedagógicos e objetos de arte com a finalidade de uma educação voltada à sustentabilidade ambiental.

Os projetos Superama, o Superamigo do Meio Ambiente, idealizado pelo colega Carlos Aguiar, o Teixerinha com a proposta da sensibilização para a construção de uma consciência ambiental através da transformação de resíduos sólidos em arte; o Projeto Pitucanoa, que ocorre no bairro Ponta Grossa voltado à comunidade local para desenvolvimento de ações educativas de qualificação dos recursos hídricos e os projetos Trilhando os Parques e Plantando Sementes de Sustentabilidade, realizados pelo Ceia também serão explanados.

As inscrições podem ser realizadas através do endereço eletrônico: educacaoambiental@smam.prefpoa.com.br ou pelo Centro de Educação e Informação Ambiental  (Ceia/Smam) pelos fones: 3289-8354 e 3289-8355.

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

Biblioteca da Smed realiza o Sarau Café com Letras

Matéria publicada no portal da PMPA em 15/12/2017

 

Texto de: Vitória Garcia (estagiária)/Supervisão: Luzia Lindenbaum

 

 

Nesta sexta-feira, 15, a Biblioteca da Secretaria Municipal de Educação (Smed) sediou o Sarau Café com Letras, organizado em parceria com a Comissão Permanente de Catalogação da Rede de Bibliotecas da prefeitura. O sarau ocorreu na biblioteca da sede da secretaria.

 

Na última edição do ano, o sarau homenageou os bibliotecários que fizeram parte da história da prefeitura, utilizando livros, textos e filmes que retratam a rotina desses profissionais. Além disso, o evento apresentou uma lista de personalidades que já atuaram como bibliotecários. Atualmente são 12 instituições municipais com bibliotecas públicas.

 

Os encontros do Sarau são anuais e acontecem desde 2012 com o objetivo promover a integração e o estímulo a leitura, além de divulgar os serviços prestados pelas bibliotecas e promover a reflexão de obras de seu acervo. Em anos anteriores, autores participaram do evento, como Fabrício Carpinejar, Cíntia Moscovich e Airton Ortiz.

 

Entre os locais que são abertos para pesquisa e também para empréstimos externos, estão a Biblioteca Ecológica Infantil Maria Dinorah, rua Comendador Caminha, bairro Rio Branco, vinculada à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Smam) e que possui acervo constituído por livros de literatura infantil e didáticos; a Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães, avenida Erico Verissimo, 307, vinculada à Secretaria Municipal da Cultura (SMC), que possui acervo de 40 mil itens, entre livros, revistas e recursos multimídia; e a Biblioteca da Cinemateca Capitólio, rua Demétrio Ribeiro, 1085, também vinculada à SMC, que possui em seu acervo materiais sobre o cinema nacional e internacional.

A consulta ao acervo das bibliotecas pode ser realizada no Sistema de Bibliotecas do Município, no catálogo online.

 

Foto: Manoelle Duarte/Divulgação PMPA. Sarau homenageou os bibliotecários que fizeram parte da história da prefeitura.

Deixe um comentário

Arquivado em Café com Letras

Escolas expõem projetos voltado à literatura na Feira do Livro

Matéria publicada em 10/11/2017 no site da PMPA

Texto de: Fernando Campos com supervisão de Cristina Lac

 

Foto: Manoelle Duarte/Divulgação PMPA Escola usou versões de “Chapeuzinho Vermelho” para falar sobre abuso sexual

 

Nesta sexta-feira, 10, as escolas da rede municipal de ensino Ana Íris do Amaral, no bairro Protásio Alves, e José Mariano Beck, no bairro Jardim Carvalho, apresentaram projetos no seminário internacional “O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade”, que integra a 63ª Feira do Livro de Porto Alegre. Ambas as Emefs utilizaram a leitura para desenvolver ações com os alunos e, através das educadoras, relataram suas experiências para o público presente no Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo, local que recebe o evento.
Na Sala Compartilhamento de Ideias, a Emef Ana Íris do Amaral apresentou o projeto “Sempre às Sextas-Feiras: Lendo na Biblioteca Flor do Campo”. A ação, idealizada pelas professoras Maria Luci de Mesquita Prestes e Flávia Moretto de Oliveira, consiste em reservar, por semana, um período inteiro de Português apenas para a leitura. Ao término do dia, os alunos eram incentivados a anotar o quanto leram e suas impressões sobre o livro. O objetivo da atividade era auxiliar os estudantes a criarem o hábito da leitura e capacitá-los como leitores.
Logo após, no auditório Barbosa Lessa, a Emef José Mariano Beck palestrou sobre o projeto “Defenda-se: leituras e releituras de Chapeuzinho Vermelho para falar de abuso sexual”, criado pelas professoras Luciana Ferreira Soares e Rochele Marcello da Silva Schott. A ação utilizou diversas versões do conto Chapeuzinho Vermelho para alertar sobre o risco de aceitar ajuda de estranhos, algo que acontece com a personagem na história.
O carro-chefe da ação foi o livro gaúcho “O Menino do Capuz Vermelho”, que tem como protagonista um garoto porto-alegrense, facilitando a identificação dos alunos. De acordo com a professora Luciana, os contos não eram mostrados de maneira moralizante, mas visando ensinar os alunos a defender-se de assediadores.
Além dos livros, também foram utilizadas outras mídias, como a música Lobo Bobo e o filme A Menina da Capa Vermelha. A ação também teve como objetivo pontuar a diferença entre carinho e abuso e incentivar a denúncia caso algum adulto quebre essa barreira. “A escola precisa mostrar que está aberta para tratar sobre o assédio”, disse Rochele Schott.

A Prefeitura está presente no 6º Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade com as equipes da Biblioteca da SMED e da Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães (SMC). O evento encerra nesta sexta-feira, 10.

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos, Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Escolas da rede municipal apresentam projetos na Feira do Livro

Matéria publicada no site da PMPA em 08/11/2017

Texto de: Cristina Lac

 

Três escolas da rede municipal de ensino integram a 6ª edição do seminário internacional “O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade”, que faz parte da programação da 63º Feira do Livro de Porto Alegre. As atividades do evento, que incluem palestras, relatos de experiências e apresentação de trabalhos, ocorrem nesta quinta e na sexta-feira, 9 e 10, no Centro Cultural CEEE Erico Veríssimo – Rua dos Andradas, 1223, Centro Histórico. As inscrições são gratuitas e os participantes receberão certificados.

Na quinta-feira, a partir das 9h, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Pessoa de Brum, no bairro Restinga, apresentará o projeto “As Aventuras do Super Tinga – Lendo e Escrevendo Histórias” no espaço Salão de Ideias. Desenvolvido pela professora Adriana Braga Guimarães junto a alunos dos anos iniciais, a iniciativa destaca o conteúdo produzido pelas crianças acerca do personagem que é um super-herói aliado da paz na comunidade.

Na sexta-feira, a partir das 10h, a Emef Ana Íris do Amaral, bairro Protásio Alves, levará ao espaço Sala de Compartilhamento de Ideias o projeto “Sempre às Sextas-Feiras: Lendo na Biblioteca Flor do Campo”, realizado pelas professoras Maria Luci de Mesquita Prestes e Flávia Moretto de Oliveira junto a cinco turmas do 7º, 8º e 9º Anos. Nesta proposta, os alunos dedicaram um dos períodos semanais da disciplina de Português somente para leitura e, ao final, cada um anota, em uma ficha de acompanhamento, até que página leu nesse dia, além de uma breve síntese do que foi lido e sua opinião sobre o conteúdo.

Ainda na sexta-feira, também a partir das 10h, no espaço Sala de Compartilhamento de Ideias, a Emef José Mariano Beck, do bairro Jardim Carvalho, mostrará o trabalho “Defenda-se: leituras e releituras de Chapeuzinho Vermelho para falar de abuso sexual”, executado na Biblioteca Recanto do Pensamento pelas professoras Luciana Ferreira Soares e Rochele Marcello da Silva Schott. Por meio do projeto, os alunos participaram de atividades de mediação de leitura para abordar o tema do abuso sexual de menores e dar ferramentas para as crianças e adolescentes se defenderem e identificarem o abuso.

A Prefeitura de Porto Alegre, por meio das secretarias de Educação e da Cultura, é uma das organizadoras do seminário, juntamente com Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Goethe Institut, Plano Municipal do Livro e da Leitura de Porto Alegre, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Conselho Regional de Biblioteconomia da 10ª Região (CRB-10), Associação Rio-Grandense de Bibliotecários (ARB) e Câmara Rio-Grandense do Livro. As equipes da biblioteca da Smed e da biblioteca pública municipal Josué Guimarães darão apoio na realização do seminário.

A programação completa do evento e o link para as inscrições podem ser acessados aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Inscrições para o VI Seminário O Papel da Biblioteca e da Leitura

Prezados colegas das bibliotecas escolares!

Divulgamos a programação e o link para inscrições do evento que apoiamos, o VI Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da SociedadeBibliotecas Escolares, Comunitárias e Públicas, que acontece nos dias 9 e 10/11/2017, durante a Feira do Livro de Porto Alegre. As atividades acontecerão noCentro Cultural CEEE Erico Verissimo, localizado na Rua dos Andradas, 1223.

O link para inscrições:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSestNNvZLiJwyzW7JBxqOSCH4l0NRKtfER-IdUJ353wQkOepA/viewform

As inscrições são gatruitas e os participantes receberão certificado.
O site do Seminário com a programação: http://arb.org.br/seminariobibliotecas/
Contamos com a sua presença, abraços! 

3 Comentários

Arquivado em Diversos

Escola Migrantes promove a Semana da Biblioteca

Matéria publicada em 24/10/2017 no site da PMPA

 

Texto de: Cristina Lac

 

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Migrantes, no bairro Anchieta, promove a Semana da Biblioteca 2017, com atividades que envolvem alunos, professores, funcionários e a comunidade escolar. A programação começa nesta terça-feira, 24, com a “Bibliofeira Migrantes”, aberta à comunidade,  e terá troca e venda de livros – doados à escola por professores, comunidade e empresas da redondeza – a preços simbólicos. À tarde, as meninas pequenas se apresentarão vestidas de Emília, a boneca que vira gente, em uma referência ao clássico de Monteiro Lobato.

Na quarta e na quinta-feira, 25 e 26, será a vez do encontro com escritores de livros trabalhados durante o ano com os alunos. Autora do livro A História de Pedro e Júlia, Eva Néri Rubim Pedro, porto-alegrense, que doou 15 exemplares da publicação, fará reunião com os alunos do quarto, quinto e sexto anos, que exibirão suas produções textuais e artísticas acerca da história. No dia seguinte, os alunos maiores, do sétimo ao nono, recebem o autor do livro A Melodia dos iguais: prosas e versos, Gilberto Stone Braga, ex-cantor e tradicional personagem da era de ouro dos bailes de Porto Alegre que estreou este ano na literatura.

O encerramento da Semana, na sexta-feira, 27, terá uma atividade inusitada: a “Parada da Leitura”. Cestos recheados de livros estarão espalhados por todos os ambientes da escola, incluindo até mesmo a cozinha, e o toque da sineta sinalizará a todos que parem imediatamente o que estiveram fazendo para dedicar alguns momentos para a leitura.

A Migrantes, com cerca de 200 alunos, está localizada na avenida Severo Dullius, 165.

Deixe um comentário

Arquivado em Escolas municipais e professores municipários, Gosto pela leitura

Inscrições de trabalhos – VI Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade

Post publicado no site da Associação Rio-grandense de Bibliotecários (ARB) em 03/10/2017

 

Divulgamos o Regulamento e o formulário para inscrições de trabalhos  no Salão de Ideias (exposição de pôsteres) e nas Salas de Compartilhamento (comunicação oral) do VI Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade – Bibliotecas Escolares, Comunitárias e Públicas.

O Seminário Internacional acontecerá durante a 63ª Feira do Livro de Porto Alegre, em novembro de 2017.

 

Cronograma:

Inscrições de trabalhos: 29/09/2017 a 13/10/2017
Divulgação do resultado: 20/10/2017
Divulgação da programação do evento: 20/10/2017
Inscrição de ouvintes: 20/10/2017
Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade – Bibliotecas Escolares, Comunitárias e Públicas: 09 e 10/11/2017

 

Link para inscrição dos trabalhos: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdizmWf7CY6IZG3DAQQzmVi0O0Yx2qw6j8B4AdrYA15MR2hEQ/viewform

 

A Biblioteca da Smed é apoiadora do evento.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

Feira do Livro: Seminário discute o papel da biblioteca

Matéria publicada em 10/11/2016 no site da PMPA

 

Texto de: Josiele Rangel de Campos (estagiária) / Supervisão: Maristela Bairros

 

V Seminário Internacional: o Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade, parte da programação da 62ª Feira do Livro, ocorre nesta quinta-feira, 10, a partir das 8h30, e sexta-feira, 11, a partir das 9h30, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (Praça Mal. Deodoro, 101). O analfabetismo funcional, suas implicações e maneiras de combatê-lo é o tema principal nos debates deste seminário.

 

De acordo com a bibliotecária da Secretaria de Educação de Porto Alegre, Giane Zacher, os debates têm como foco a análise dos dados apresentados na pesquisaRetratos da Leitura 2016 e de que forma as bibliotecas escolares, comunitárias e públicas poderão contribuir com a sociedade na busca de soluções para este problema”.  O evento é realizado pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre, Conselho Municipal do Livro e Leitura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Associação Rio-Grandense de Biblioteconomia, Instituto Goethe de Porto Alegre e Câmara Rio-Grandense do Livro.
Programação:
Quinta-feira, 10
08h30 – 18h
Salão de Ideias
Local: Saguão da Assembleia Legislativa
09h30 – 10h30
Leitura: história e sociedade. A leitura e suas relações históricas e sociais. A literatura e o leitor
Local: Teatro Dante Barone na Assembleia Legislativa
11h00 – 12h30
Analfabetismo funcional e gestão inovadora em bibliotecas. Alfabetismo funcional no Brasil: os resultados do Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf)
Local: Teatro Dante Barone na Assembleia Legislativa
14h – 15h30
Reconhecendo as dificuldades na leitura.
Local: Teatro Dante Barone na Assembleia Legislativa
15h30 – 16h30
O escritor, a biblioteca e a leitura.
Local: Teatro Dante Barone na Assembleia Legislativa
18h – 20h
Incentivo à leitura em formatos digitais
Local: Sala Leste do Santander Cultural
Sexta-feira, 11
09h30 – 10h30
Apresentação do clube dos Piratas dos Livros, da cidade de Lübeck na Alemanha, com ênfase nos projetosPágina Azul (Blaue Seite), Bilingual-Picturebooks e Escrita Digital através da plataforma wattpad.
Local: Teatro Dante Barone na Assembleia Legislativa
11h – 12h30
O desafio de formar leitores. Bibliotecas e projetos de leitura para públicos-nichos
Local: Teatro Dante Barone na Assembleia Legislativa
15h – 17h30
Salas de compartilhamento
Local: Assembleia Legislativa
18h – 19h
Manifesto pelo livro e pela leitura: Carta de Porto Alegre.
Local: Praça da Matriz
= = = = =
= = = =

Seminário internacional debate papel da biblioteca e da leitura

Matéria publicada em 10/11/2017 no site da PMPA

 

Texto de: Mailsom Portalete (estagiário)/ Supervisão: Andrea Pinto

 

Nesta quinta-feira, 10, houve a primeira etapa do 5º Seminário Internacional O Papel da Biblioteca e da Leitura no Desenvolvimento da Sociedade – Bibliotecas Comunitárias, Escolares e Públicas. O evento aconteceu no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. O seminário, que sempre ocorre simultâneo à Feira do Livro de Porto Alegre, tem como tema central, nesta edição, o analfabetismo funcional, suas implicações e maneiras de combatê-lo. A realização é da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, Conselho Municipal do Livro e da Leitura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Associação Rio-Grandense de Biblioteconomia, Instituto Goethe de Porto Alegre e Câmara Rio-Grandense do Livro. A iniciativa conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (Smed), por meio de sua biblioteca.

 

Na primeira palestra do seminário, denominada Leitura: História e Sociedade, a escritora e professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Regina Zilberman, abordou a leitura, suas relações históricas e sociais. Para ela, a sociedade deve seguir a lição da literatura e beneficiar-se de seus efeitos emancipadores. “Estamos constantemente atribuindo sentido às coisas. Essa atribuição de sentido e a sua tradução para uma linguagem verbal é a leitura. Todas as outras coisas são consequência disso”, defendeu.

Regina defende que é preciso aumentar o número de oportunidades e de acesso à leitura, pois assim as pessoas terão mais chances de posicionarem-se perante o mundo. “A oportunização da leitura não é para quem já está na universidade ou na escola. É justamente para segmentos excluídos do mundo econômico, crianças de rua, por exemplo. Essa infância, totalmente desprivilegiada, precisa se reconhecer como leitor, como sujeito”, completou. A palestra da educadora baseou-se nas obrasVidas Secas, de Graciliano Ramos, e Tarzan: O filho das selvas, de Edgar Rice Burroughs.

 

Roberto Castelli Jr, coordenador da Unidade de Educação Escolar de Jovens e Adultos da Ação Educativa, em São Paulo, palestrou sobre o Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf) – uma pesquisa realizada nos domicílios que possibilita estimar os níveis de alfabetismo da população e compreender seu determinante. Conforme Roberto, é uma amostragem distinta da pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na qual a pessoa se autoclassifica como alfabetizado ou não. “No Inaf ocorre um teste cognitivo. O profissional entrevista a pessoa e atesta seu nível de alfabetismo. Isso permite resultados mais próximos do real”, afirma.

 

Castelli comentou sobre o conceito de alfabetismo, questionando a utilização de termos como analfabeto absoluto. “É mais interessante pensar em níveis de alfabetismo, em vez de definir se a pessoa é ou não alfabetizada. Num contexto de século 21, pensando que as práticas sociais hoje são muito letradas – pegar um ônibus, ir ao banco, praticar relações comerciais, etc –, quem podemos considerar como um analfabeto absoluto?”, questionou. De acordo com ele, existem pessoas que se dizem não-alfabetizadas, mas que não necessariamente o são no sentido absoluto. “Devemos buscar outros critérios de análise”, completou.

 

Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf) – Com 15 anos de existência, o Inaf é aplicado em todas as regiões do Brasil, a cada dois anos, desde 2001. A metodologia da pesquisa consiste na realização de uma entrevista, de cerca de uma hora e meia, e um teste cognitivo. Os resultados atestam os domínios do alfabetismo, dividido em letramento (habilidade de ler e escrever, com coerência e compreensão) e numeramento (conseguir construir e aplicar conceitos numéricos simples). O indicador trata-se de uma amostra representativa da população brasileira entre 15 e 64 anos, das regiões urbana e rural de todo o país.

 

Durante os dois dias da programação, serão apresentados trabalhos e pôsteres de seis escolas municipais no Salão de Ideias e nas Salas de Compartilhamento. São elas a Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Lauro Rodrigues, Emef Professora Ana íris do Amaral, Emef Senador Alberto Pasqualini, Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Miguel Velásquez, Emei Erico Veríssimo e Emei Ilha da Pintada.

 

Nesta sexta-feira, 11, o seminário terá prosseguimento no auditório Barbosa Less, localizado no Centro Cultural CEEE Erico Veríssimo, situado na Rua dos Andradas, 1223.

 

Foto: Aline Bisso/Divulgação PMPA. Trabalhos e pôsteres de escolas municipais estão expostos na assembleia

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

Dias 10 e 11 de novembro: V Seminário Internacional de Bibliotecas

Atividades programadas para esta 5ª edição do Seminário Internacional: o papel da biblioteca e da leitura no desenvolvimento da sociedade

Tema central: Analfabetismo funcional e gestão inovadora em bibliotecas

Link para inscrições: https://www.doity.com.br/vseminariointernacional

10 de novembro

quinta-feira

9h30min

Teatro Dante Barone na Assembleia Legislativa – R. Duque de Caxias, 1028

Leitura: história e sociedade. A leitura e suas relações históricas e sociais. A literatura e o leitor

Com Regina Zilberman

11 horas

Teatro Dante Barone

Alfabetismo funcional no Brasil: os resultados do Indicador de Alfabetismo Funcional (INAF). Análise dos resultados do INAF, levando em conta 15 anos de pesquisas sobre o nível de alfabetismo funcional no país

Com Roberto Catelli Jr.

14 horas

Teatro Dante Barone

Reconhecendo as dificuldades na leitura

Com Adriana Costa

15h30min

Teatro Dante Barone

O escritor, a biblioteca e a leitura com Cíntia Moscovich – Patrona da 62ª Feira do Livro de Porto Alegre

16h30min

Teatro Dante Barone

Políticas públicas nos Legislativos

Fernanda Melchiona representando a Frente parlamentar de incentivo a leitura de Porto Alegre

José Stédile representando a Frente Parlamentar mista em Defesa do Livro, da Leitura e da Biblioteca

@

11 de novembro 

Sexta-feira

9h30min

Teatro Dante Barone na Assembleia Legislativa – Palácio Farroupilha,  R. Duque de Caxias, 1028

Apresentação do clube dos Piratas dos Livros, da cidade de Lübeck na Alemanha, com ênfase nos projetos “Página Azul” (Blaue Seite), Bilingual-Picturebooks e Escrita Digital através da plataforma wattpad.

Com Freya Schwachenwald, apresentada por Mônica Schreiner

11 horas

Teatro Dante Barone

O desafio de formar leitores. Bibliotecas e projetos de leitura para públicos-nichos

Com Marília Fichtner, Miriam Oliveira e Cristian Santos

15 horas

Espaço da Convergência – Térreo da Assembleia Legislativa – Palácio Farroupilha, R. Duque de Caxias, 1028

Salas de compartilhamento: 

  • Práticas de mediação de leitura em bibliotecas

Sala Salzano Vieira da Cunha (3º andar AL)

  • Pesquisa em leitura e bibliotecas
    Plenarinho
  • Práticas de mediação de leitura em espaços não formais

Sala José Lutzemberger (4º andar AL)

  • Contação de histórias

(96 lugares)

18 horas

Praça Marechal Deodoro (Praça da Matriz)

Manifesto pelo livro e pela leitura: Carta de Porto Alegre. Concentração e cortejo (da Praça da Matriz à Praça da Alfândega), com distribuição de livros

 

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos